Chery investe mais US$ 130 milhões no Brasil

Novo aporte vai para a fábrica de motores.

De uma forma bastante discreta, a Chery anuncia o valor de mais um investimento no Brasil, além dos US$ 400 milhões já em curso na construção de sua primeira fábrica fora da China, em Jacareí, no interior paulista. Desta vez, a montadora confirma que US$ 130 milhões serão utilizados para erguer a planta responsável pela produção de seus motores.
 
O total de US$ 530 milhões em investimentos da montadora por aqui foi atualizado em um comunicado, divulgado na quinta-feira (31), sobre o lançamento de um hotsite para acompanhar em tempo real a evolução da construção da unidade. Na própria nota, a companhia informa que o valor inclui a fábrica de propulsores, cuja localização deve ser anunciada ainda este ano.
 
Uma fonte ligada ao setor revelou que a própria Jacareí e região têm grandes chances de receber a nova fábrica. Por meio de sua assessoria de imprensa, a Chery informa que as negociações com autoridades do local escolhido ainda estão em curso e que um anúncio oficial será feito “em breve”. O investimento adicional do Grupo Chery no Brasil será feito pela Acteco, divisão responsável pela produção dos motores da companhia e independente da divisão de automóveis.
 
A decisão de ter sua própria fábrica de motores aqui foi anunciada pelo CEO e vice-presidente da Chery no País, Luis Curi, em abril deste ano durante o IV Fórum da Indústria Automobilística. O projeto prevê que a fábrica da Acteco inicie suas atividades em 2014 para acompanhar o começo das operações da fábrica de veículos. Serão montados os propulsores 1.0 e 1.5, ambos flex. O motor 1.0, desenvolvido em parceria com a Magneti Marelli, equipará o QQ que será fabricado no Brasil a partir de 2015, enquanto o 1.5, com tecnologia bicombustível da Delphi, será montado para o Celer, cuja produção comercial inaugurará a fábrica de Jacareí. 
 
Prevista para terminar em abril de 2014, a obra continua a todo vapor em Jacareí: dos três prédios que farão parte do complexo, o primeiro, que abrigará a montagem dos veículos está 100% concluído. O segundo prédio, onde será feita a parte de soldagem, está com 75% das obras concluídas, enquanto o local onde será a pintura está em 30%.
 
A montadora mantém o plano de inaugurar a unidade em abril de 2014, com pré-produção, e a partir de julho, iniciar efetivamente a fabricação de veículos para a rede.
 
Por Sueli Reis/ Automotive Business
Tópicos:



Comentários