Autopeças: déficit em 2013 já passa US$ 6,5 bi

No acumulado do ano, importações cresceram 20,1% e as exportações caíram 4,9%.

No acumulado de janeiro a agosto, o País registrou aumento de 64,7% no déficit das autopeças, que chegou a US$ 6,58 bilhões, aprofundando o desequilíbrio da balança comercial do setor. As importações cresceram 20,1% e chegaram a US$ 13,34 bilhões. Os embarques, no entanto, caíram 4,9%, para US$ 6,77 bilhões. Os dados foram divulgados pelo Sindicato Nacional da Indústria de Autopeças, o Sindipeças, que estima déficit total próximo a US$ 10 bilhões até o fim de 2013.

As Américas do Sul e do Norte representaram mais de 70% do destino das exportações brasileiras de autopeças entre janeiro e agosto. No período, a América do Sul apresentou alta de 2,2% no confronto com 2012. A América do Norte, contudo, decresceu 19,8%. Foi a maior retração registrada no período em relação às outras macrorregiões.

A maior parte das importações brasileiras divide-se entre Ásia e Europa, com 35,6% e 39,7% de participação, respectivamente. A única macrorregião que registrou queda em relação ao ano anterior foi a África, de 37,7%. A maior alta se atribui a América Central e Caribe. Para ver o estudo completo do Sindipeças.




Comentários