Alstom inaugura fábrica de torres eólicas em Canoas (RS)

Companhia instalou, em Canoas, sua primeira fábrica na América Latina de torres eólicas.

A Alstom, empresa que atua no setor de infraestrutura ferroviária e na geração de energia, inaugurou na tarde desta quarta-feira (7), em Canoas - Região Metropolitana de Porto Alegre -, sua primeira fábrica de torres eólicas na América Latina. Ocupando um espaço de 11 mil metros quadrados, a unidade foi construída ao lado da já existente fábrica de transformadores e reatores de energia da companhia. 
 
A capacidade de produção de 120 torres de aço por ano será suficiente para fornecer aproximadamente 350 MW de eletricidade. As torres que sairão de Canoas serão, inicialmente, dedicadas ao complexo Corredor do Senandes, primeiro projeto da Odebrecht Energia, que terá 108 MW de capacidade instalada. 
 
O governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro, participou da cerimônia ao lado de executivos da empresa. Entre eles, estava o presidente da Alstom Brasil, Marcos Costa. "Investimos R$ 30 milhões nesta fábrica, que já inicia suas operações com um primeiro contrato fechado", comemorou Costa.
 
Durante coletiva de imprensa, o dirigente foi questionado sobre suposta participação em cartel. Costa reafirmou o que já vem sendo publicado em nota: "A Alstom está colaborando com as investigações".
 
O Sul e o Nordeste são os dois principais mercados onde a companhia francesa investe no País. As torres serão exportadas também para países vizinhos, como Argentina, Chile e Uruguai.
 
Tarso Genro comentou que "o Rio Grande do Sul tem recebido massa de investimento invejável no segmento eólico". Esta é a 11ª unidade da Alstom no Brasil, sendo a segunda no setor eólico. Em Camaçari, na Bahia, está instalada uma planta com capacidade prara fabricar 600MW em aerogeradores por ano. 
 
Por Mauro Belo Schneider/ Jornal do Comério
Tópicos:



Comentários