Carro produzido no Brasil é de baixa qualidade

Média de 3,52 problemas por veículo até 3 anos após a compra é a mais alta de acordo com pesquisa.

Uma pesquisa sobre a satisfação dos donos de veículos realizada pela consultoria J.D. Power mostrou que os carros do País têm um desafio de qualidade. A pesquisa Voss Brasil 2013 - Vehichle Ownership Satisfaction Study mostra que os carros brasileiros registraram um índice de 3,52 problemas por carro em um período de até três anos após a compra. O indicador é superior ao percebido nos demais mercados pesquisados pela J.D Power, incluindo Canadá (2,33), Alemanha (2,3) e Reino Unido (2.4).
 
Entre os veículos que circulam no Brasil, os fabricados localmente apresentam mais problemas do que os importados, segundo o levantamento. A média de problemas por veículos locais é de 3,56, enquanto a proporção cai a 3,33 nos feitos na Argentina e a 3,14 nos importados da Coreia, por exemplo.
 
"Infelizmente, a alta incidência de problemas em relação à qualidade dos veículos reforça a percepção que os carros produzidos no Brasil são de baixa qualidade", disse o diretor nacional da J. D. Power do Brasil, Jon Sederstrom. O estudo conduziu 8,4 mil entrevistas online com donos de carros em um período que varia de 12 a 36 meses após a compra. O levantamento foi feito em junho e incluiu consumidores de 73 modelos diferentes de automóveis.
 
As montadoras japonesas e coreanas ocuparam as cinco primeiras colocações da pesquisa. Entre as 12 montadoras pesquisadas, a Toyota foi a líder pelo terceiro ano consecutivo, com uma média geral de 816 pontos na avaliação que vai de zero a 1.000 pontos. Em segundo lugar ficou a japonesa Honda (778 pontos) e, em terceiro, a coreana Hyundai (771).
 
Nas demais posições do ranking figuram Nissan (770 pontos), Kia (768), Citroen (739) e GM (735). Todas essas empresas ficaram acima da média geral, de 733 pontos. Abaixo deste patamar figuram Renault (730), Volkswagen (724), Ford (721) e Peugeot (704 pontos).
 
Entre os modelos avaliados pela Voss Brasil, o Toyota Corolla obteve a maior avaliação, com 814 pontos, e o Honda Civic ficou em segundo, com 804 pontos.
 
Por Gustavo Porto/ O Estado de S. Paulo



Comentários