Grupo chinês pode investir R$ 200 milhões em Três Lagoas (MS)

Grupo chinês pode investir R$ 200 milhões em Três Lagoas


Continua depois da publicidade


Um grupo de empresários chineses pretende instalar em Três Lagoas uma fábrica de máquinas e equipamentos da Linha Amarela que envolve o setor da construção civil, como escavadeiras, carregadeiras, retroescavadeiras, compressores, gruas, guindastes e plataformas aéreas. O projeto prevê investimento de R$ 200 milhões e a geração de 1,5 mil empregos diretos e indiretos.
 
Representantes da empresa Rede Brasil Máquinas e da empresa chinesa Lonking se reuniram, nesta terça-feira (23), em Campo Grande, com o governador André Puccinelli (PMDB), com a prefeita Márcia Moura (PMDB) e com o deputado estadual Eduardo Rocha (PMDB) para discutir a implantação da fábrica em Três Lagoas. 
 
Estiveram presentes na reunião o diretor Financeiro da Rede Brasil Máquinas, Libério Neto; sócio da Rede Brasil, Cleiton Janiski; o presidente da MCL Empreendimentos, Mário Celso Lopes e quatro chineses da empresa Lonking, além do secretário-adjunto de Desenvolvimento Agrário, da Produção, da Indústria, do Comércio e do Turismo, Paulo Engel; o secretário de Obras, Edson Giroto; o secretário de Fazenda, Jader Afonso, o secretário de Desenvolvimento Econômico, Luciano Dutra, e o secretário de Assuntos Governamentais, Walmir Arantes.
 
Os empresários informaram que a fábrica terá capacidade para produzir duas mil máquinas por ano, as quais também serão exportadas para toda a América do Sul. O deputado Eduardo Rocha disse que os empresários já visitaram vários Estados e que, se realmente forem investir no Brasil, Três Lagoas será a cidade escolhida.
 
Rocha disse que a vinda desses empresários ao Estado faz parte da visita que ele, juntamente com um grupo de empresários e investidores de Mato Grosso do Sul e do Estado de São Paulo fizeram à China no final do ano passado. “Esses empresários tinham a intenção de investir em Campo Grande, mas por falta de área, o projeto não andou, então optaram por Três Lagoas. Ainda não está confirmada a instalação da fábrica, mas se eles forem investir no Brasil, existe 100% de chance de ser em Três Lagoas”, destacou.
 
Durante a reunião, o governador apresentou os projetos estratégicos e investimentos na infraestrutura do Estado para receber grandes empreendimentos. “Além da infraestrutura logística, com rodovias, ferrovias e aeroportos, Mato Grosso do Sul tem, junto aos municípios, os melhores incentivos fiscais e tributários para a instalação de novos empreendimentos”, afirmou Puccinelli.
 
Mercado
 
O governador explicou ainda que Mato Grosso do Sul é um forte produtor agrícola junto aos outros Estados do Centro-Oeste, São Paulo e Paraná e necessita de pás carregadeiras, escavadeiras hidráulicas, empilhadeiras, motoniveladoras para atender a demanda da produção rural e da construção civil.
 
Para a prefeita Márcia Moura a instalação dessa fábrica em Três Lagoas será importante na geração de mais empregos para o munícipio, além de atrair mais investimentos para o Estado. “Esse empreendimento vai desenvolver a economia em diversos setores no nosso Estado”, destacou.
 
O presidente da Loking Holdings Limited, Qiu Debo, afirmou que Mato Grosso do Sul é a primeira opção de investimentos no Brasil. “O mercado brasileiro é o segundo maior em projeção de crescimento depois da China, de acordo com nossa estatística de vendas e expansão. O mercado brasileiro é a nossa preferência para a instalação de um fábrica e Três Lagoas é a nossa primeira opção”, afirmou o presidente Debo.
 
Por Ana Cristina Santos/ Jornal do Povo 



Comentários