Bolsa brasileira tem leve queda após dados de emprego; dólar sobe

Bolsa brasileira tem leve queda após dados de emprego; dólar sobe

O Ibovespa, principal índice de ações da Bolsa brasileira, vai na contramão do clima positivo visto nos mercados internacionais e registra leve queda nesta quarta-feira (24), devolvendo parte do ganho de quase 3% acumulado nos últimos dois dias.
 
Às 10h52 (horário de Brasília), o Ibovespa mostrava desvalorização de 0,38%, a 48.632 pontos. "Dados europeus já divulgados vieram acima da expectativa. Nos EUA, destaque para venda de casas novas e solicitações de empréstimos. Aqui, resultados corporativos podem influenciar os investidores", diz Silvia Zanotto, analista da Planner Corretora, em relatório.
 
No câmbio, o dólar à vista - referência para as negociações no mercado financeiro - tinha alta de 0,9% em relação ao real às 10h55, cotado em R$ 2,235 na venda. No mesmo horário, o dólar comercial - utilizado no comércio exterior - subia 0,63%, para R$ 2,236.
 
Os investidores avaliam a notícia de que, mesmo de modo lento, o desemprego no Brasil deu sinais mais claros em junho que há em curso uma tendência de alta. A taxa subiu para 6%, após ter ficado em 5,8% em maio. Em junho de 2012, o percentual havia sido de 5,9%.
 
Além da referência interna negativa, o mercado continua avaliando a divulgação de resultados das empresas. Nesta manhã, o Grupo Pão de Açúcar, maior rede varejista brasileira, anunciou que terminou o segundo trimestre do ano com lucro líquido de R$ 77 milhões, abaixo do esperado por analistas.
 
Mesmo assim, às 10h58, os papéis do Pão de Açúcar estavam em alta de 1,96%, para R$ 104,56.
 
Segundo analistas, a reação positiva dos investidores pode refletir o crescimento do lucro da ViaVarejo, responsável pela área de eletrodomésticos do Pão de Açúcar, resultante da fusão entre Casas Bahia e Ponto Frio, alcançando R$ 95 milhões entre abril e junho --valor 19 vezes maior que o visto um ano antes.
 
Às 11h07, as ações do setor imobiliário estavam entre as maiores quedas do Ibovespa, com PDG caindo 2,55%, Gafisa em baixa de 2,26% e MRV cedendo 1,83%.
 
Na ponta oposta, as ações do grupo EBX, de Eike Batista, mostravam fortes altas no mesmo horário: MMX (mineração) subia 2,99%, LLX (logística) avançava 2% e OGX (petróleo) tinha ganho de 1,85%.
 
Segundo reportagem da Folha publicada nesta quarta-feira (24), o empresário Eike Batista está em busca de sócios que ajudem a reestruturar a dívida da OGX. A Petronas e o Mubadala são os parceiros mais prováveis, mas outras empresas estão sendo sondadas.
Tópicos:
                 



Comentários