Montadora chinesa investirá R$ 250 milhões em fábrica no Rio

Com capacidade de produção de 20 mil caminhões por ano e investimento estimado de R$ 250 milhões, a previsão é gerar cerca de 450 empregos diretos já a partir do fim de 2014.

A partir de 2015, o estado do Rio de Janeiro será sede no Brasil da montadora chinesa de caminhões leves Foton Motors Group. Com capacidade de produção de 20 mil caminhões por ano e investimento estimado de R$ 250 milhões, a previsão é gerar cerca de 450 empregos diretos já a partir do fim de 2014. O anúncio foi feito nesta segunda-feira (8) pelo secretário de Desenvolvimento Econômico, Julio Bueno, e por Orlando Merluzze, vice-presidente da companhia chinesa no Brasil. 
 
Com a chegada da Foton ao Rio de Janeiro, o Estado tenta se posicionar como o segundo maior polo automotivo do Brasil. Além da Foton, a japonesa Nissan quer produzir 200 mil veículos por ano no estado a partir do início de 2015. No segundo semestre do mesmo ano, a Neobus deve iniciar a produção de ônibus no estado. 
 
Outro empreendimento que deve entrar em operação na mesma época é uma unidade industrial da fabricante brasileira de ônibus Ciferal, em fase de ampliação. 
 
Conforme os planos da Foton, na medida em que se realizarem as etapas do processo de instalação, a empresa vai gradualmente ampliar a meta de comprar cerca de 65% dos insumos no Brasil. 
 
"Com a nova fábrica, o Rio passará a ser o segundo maior polo automotivo do Brasil, após São Paulo", afirmou Julio Bueno. "O local ainda não foi definido, mas as opções mais prováveis são Itatiaia, no Médio Paraíba, e Seropédica, na Baixada Fluminense", complementou. 
 
Mais empresas chinesas 
 
Em abril, a chinesa Shacman anunciou investimento de R$ 400 milhões em uma fábrica de caminhões a ser erguida no interior de São Paulo. Na ocasião, a companhia informou que adaptará uma instalação de 12 mil metros quadrados existente em Tatuí, a 140 quilômetros da cidade de São Paulo, para produção de caminhões pesados e extrapesados em meados de 2014. Já a chinesa JAC finaliza uma planta de automóveis em Camaçari, no Recôncavo Baiano. 
 
Segundo a Companhia de Desenvolvimento Industrial (Codin), desde o início de 2012, ao menos 15 empresas do setor já anunciaram investimentos em torno de R$ 1 bilhão para se instalarem no entorno das montadoras, com expectativa de abertura de 4,5 mil vagas diretas. 
 
O secretário destacou ainda que a indústria automobilística faz parte do processo de descentralização da economia do estado do Rio de Janeiro nos últimos seis anos. Segundo o IBGE, o setor automotivo responde por 10% da produção industrial do estado, apesar de participar com apenas 5% da produção do setor automotivo no Brasil. A Câmara Brasil-China afirma que, das 40 montadoras do país, cerca de dez já têm planos de desembarcar na América Latina, em especial, no Brasil.



Comentários