Carro de corrida elétrico bate recorde mundial de velocidade

O protótipo de carro de corrida elétrico fabricado pela Drayson Racing Technologies quebrou o recorde mundial de velocidade dessa categoria emergente.

O protótipo de carro de corrida elétrico fabricado pela Drayson Racing Technologies, um consórcio de dez empresas do setor automobilístico, quebrou o recorde mundial de velocidade dessa categoria emergente. O carro elétrico Lola B12 69/EV atingiu uma velocidade de 328,6 km/h. O recorde anterior era de 281 km/h, estabelecido em 1974 pelo Battery Box, fabricado pela General Electric.
 
A empresa anunciou que irá inscrever o veículo recordista nas 24 Horas de Le Mans do próximo ano, afirmando que a competição vai funcionar como um "banco de testes desafiador" para tecnologias que poderão ser adotadas futuramente nos carros de rua - elétricos ou híbridos.
 
 
Fórmula E
 
A fim de se qualificar para a quebra do recorde mundial de velocidade perante a FIA (Federação Internacional de Automobilismo) o carro de corrida elétrico precisava pesar menos de 1.000 kg, sem o motorista.
 
Para isso, os projetistas adaptaram um carro da série Le Mans que havia sido projetado originalmente para usar um motor a bio-etanol, substituindo esse propulsor por um conjunto de baterias capaz de fornecer 20 quilowatts-hora, gerando 850 cavalos de potência. Foi necessário também adaptar o chassi do veículo, feito inteiramente de fibra de carbono reciclado.
 
A Drayson Racing afirmou que vai centrar sua atenção agora no lançamento do campeonato mundial de Fórmula E, uma espécie de Fórmula 1 dos carros elétricos, que deverá começar em setembro de 2014. A primeira corrida de carros elétricos da Fórmula E será realizada em Londres. Roma, Miami, Pequim e Rio de Janeiro estão entre os outros sete locais.
 
 
Carros de corrida elétricos
 
A Drayson Racing não é a única fabricante que está apostando em carros de corrida elétricos para estimular a adoção da tecnologia. A Spark, de Cingapura, e a McLaren, da Inglaterra, também estão construindo carros de corrida elétricos, bem mais parecidos com um Fórmula 1, para participar da primeira temporada da Fórmula E. A própria Drayson anunciou que terá uma máquina para a competição em 2015, com alguns dos mesmos componentes utilizados no Lola B12 69/EV.
 
Na semana passada, a Nissan apresentou o seu Zeod RC (Zero Emission On Demand Car Racing), um híbrido que pode alternar entre energia elétrica e gasolina. O Zeod RC "pode atingir velocidades acima de 300 km/h", segundo a empresa, e também participará das 24 Horas de Le Mans do próximo ano.
 
Assista o vídeo (em inglês) sobre o novo recorde:
 
 
Por Inovação Tecnológica/ Com informações da BBC

 




Comentários