Atividade econômica cresce 1,2% no início do 2º trimestre, mostra Serasa

Indústria cresceu 2,5%, setor agropecuário, 1%, e o de serviços, 0,7%.

A economia brasileira iniciou o segundo trimestre de 2013 com um ritmo de crescimento pouco mais acelerado do que o registrado durante o primeiro trimestre deste ano, segundo aponta o Indicador Serasa Experian de Atividade Econômica, conhecido como "PIB mensal", que teve alta de mensal de 1,2% em abril. 
 
Em relação ao mesmo período de 2012, o crescimento foi de 4,3%. No acumulado do ano (de janeiro a abril, o crescimento da atividade econômica chegou a 2,5%.
 
Do ponto de vista da oferta agregada, a indústria cresceu 2,5%, o setor agropecuário, 1,0%, e o de serviços, 0,7%. "Vale notar que o bom desempenho da safra agrícola deste ano está produzindo expansão de dois dígitos da atividade agropecuária nas comparações interanuais."
 
Pela análise da demanda agregada, os investimentos seguem em alta. Em abril, o avanço verificado foi de 6,5% em relação ao mês anterior e de 15,8% sobre o mesmo período de 2012. No acumulado dos quatro primeiros meses de 2013, os investimentos mostraram alta de 6,1% frente ao primeiro quadrimestre de 2012.
 
De acordo com a pesquisa, divulgada nesta segunda-feira (24), as exportações cresceram 1,3% e as importações, 7,9%.
Já o consumo das famílias caiu 0,4% e o consumo do governo, 0,2%.
 
De acordo com os economistas da Serasa Experian, o resultado da atividade econômica teve influência positiva do efeito calendário (deslocamento do feriado da Páscoa para março e o feriado de Tiradentes caindo num domingo), gerando mais dias úteis de produção que o usual. "Os economistas da Serasa Experian alertam que tal efeito-calendário será revertido em maio/13, mês em que será devolvida, ainda que parcialmente, a alta de 1,2% na atividade econômica verificada em abril/13", diz a Serasa, em nota.



Comentários