Senai produzirá peças para motores monocilíndricos

No estande temático do Senai-SP, o visitante acompanhará, em tempo real, a tecnologia em máquinas-ferramenta na produção de peças muito utilizadas na indústria.

A 14ª edição da Feimafe traz ao público a evolução tecnológica em máquinas-ferramenta em diversos setores da indústria. Eixos, carcaças e tampas para motores monocilíndricos serão produzidos, ao vivo, no estande temático coordenado pelo Senai-SP, com a  participação de alunos. O objetivo é mostrar ao visitante a excelência aplicada desde a elaboração e desenvolvimento do projeto até o produto finalizado. A iniciativa é da Feimafe, em parceria com a Abimaq, Associação Brasileira da Indústria de Máquinas e Equipamentos.
 
Sistemas de CAD-CAM, PLM (Product Lifecycle Management) e outras soluções de TI serão usados para desenhar as peças. A linha de montagem terá três tipos diferentes de máquinas-ferramenta, centro de usinagem, torno CNC, retificadora, além de um equipamento de medição tridimensional para checar o resultado final do produto. Os eixos, carcaças e tampas para motores motocilíndricos são aplicados, por exemplo, na fabricação de motobombas utilizadas em muitos setores industriais.
 
O setor de máquinas-ferramenta é considerado de extrema importância para toda a indústria nacional, pois a fabricação de qualquer tipo de peça, produto, material, e equipamento tem contato com alguma dessas máquinas em pelo menos uma de suas etapas fabris.
 
A expectativa da promotora é reunir cerca de 1300 marcas nacionais e estrangeiras, numa área de 85.000 m², 5 mil m² a mais do que nas duas últimas edições. A Feimafe tem apoio institucional da Câmara Setorial de Máquinas-Ferramenta e Sistemas Integrados de Manufatura (CSMF); Câmara Setorial de Equipamentos Hidráulicos, Pneumáticos e de Automação Industrial (CSHPA); Câmara Setorial de Máquinas, Equipamentos e Instrumentos para Controle de Qualidade, Ensaio e Medição (CSQI) e do Sindicato da Indústria de Artefatos de Ferro, Metais e Ferramentas em Geral do Estado de São Paulo (Sinafer).
Tópicos:
                             



Comentários