Usinagem_enxuta_-_gest_o_do_processo_-_nivaldo_lemos_coppini_-_artliber

Usinagem Enxuta - Gestão do Processo

por Nivaldo Lemos Coppini

Editora: Artliber

Páginas: 136

Ano: 2015

Idioma: Portugues

Onde encontrar: Visitar Site

Notas:

Editora : ARTLIBER
Especialidade : ENGENHARIA, MECANICA
ISBN : 8588098938
ISBN13 :9788588098930
Páginas : 136
Edição : 1 º
2015 Encadernação : BROCHURA




Resumo

Este livro trata do processo de usinagem dos materiais, com foco principalmente em sua gestão e em conceitos de Usinagem Enxuta. Pode-se afirmar que aquele que decida aplicar os procedimentos aqui apresentados será induzido a trabalhar dentro destes conceitos, mesmo que não tenha consciência disso. São relatados os aspectos de gestão do processo de usinagem, de forma complementar à tecnologia da usinagem, a qual tem sido extensivamente abordada nos mais diversos cursos de engenharia afim com este tema. Nele são apresentados alguns conceitos e terminologias sobre a tecnologia do processo de usinagem, exclusivamente com vistas a facilitar o entendimento sobre a sua gestão. Tempos e custos são sinônimos de produtividade e competitividade, os quais são pontos fundamentais em qualquer atividade que envolva gestão de atividades lucrativas. Por este motivo, estes fatores são analisados profundamente e de forma totalmente inovadora neste livro, com aplicações em diferentes cenários de fabricação. A fabricação enxuta sempre será um tema atual para toda a indústria, mas aqui o assunto é abordado do ponto de vista do processo de usinagem, em diferentes cenários de fabricação.

SUMÁRIO

APRESENTAÇÃO
1 - INTRODUÇÃO
2 - USINAGEM - DEFINIÇÃO, OPERAÇÕES, FERRAMENTAS E MÁQUINAS
3 - PRÁTICA DO PROCESSO DE USINAGEM NA INDÚSTRIA ATUALMENTE
4 - OTIMIZAÇÃO DOS PARÂMETROS DE USINAGEM
4.1 - O significado de otimização
4.2 - Auditor do processo
5 - SELEÇÃO E OTIMIZAÇÃO DO AVANÇO E DA PROFUNDIDADE DE USINAGEM
5.1 - Tipo de operação a ser realizada (desbaste pesado, desbaste, desbaste leve, semi-acabamento, acabamento, acabamento fino)
5.2 - Tipo e forma do cavaco
5.3 - Rigidez da ferramenta
5.4 - Potência do motor da máquina
5.5 - Relações entre dimensões, geometria e preço das ferramentas
5.7 - Considerações finais
6 - VIDA DE ARESTAS DE CORTE
6.1 - Vida de arestas de corte e critério de vida
6.2 - Determinação da vida da aresta de corte em ambiente fabril
6.3 - Desenvolvimento da metodologia para velocidade de corte e rotação constante
7 - CÁLCULO DOS TEMPOS EM USINAGEM
7.1 - Tempos passivos por peça
7.2 - Tempo de corte (tempo ativo) por peça
7.3 - Cálculo do tempo de corte para geometrias simples
7.4 - Cálculo do tempo de corte para torneamento e mandrilamento de peças com geometrias não cilíndricas
7.5 - Medida do tempo de corte
8 - MAXIMIZAÇÃO DA PRODUÇÃO E MINIMIZAÇÃO DO CUSTO EM USINAGEM
8.1 - Maximização da produção em usinagem
8.2 - Minimização do custo em usinagem
9 - CENÁRIOS DE FABRICAÇÃO
9.1 - Cenário 1: máquina rígida (baixa flexibilidade)
9.2 - Cenário 2: máquina flexível
9.2.1 - Just in time (lotes grandes)
9.2.2 - Just in time (lotes pequenos)
9.3 - Cenário 3: máquina ociosa
9.4 - Cenário 4: máquina gargalo (máximo ganho)
9.5 - Cenário 5: máquina gargalo (máximo lucro)
9.6 - Cenário 6: formação de preço em usinagem
9.7 - Cenário 7: máximo custo admissível - custos x prazos


Palavras chave



Comentários ()



Veja outros trabalhos acadêmicos

Fórum

Tire suas dúvidas e ajude outras pessoas no CIMM:

Faça uma pergunta