por Vinicius Callegari    |   17/05/2022

A evolução na gestão de máquinas móveis

Automação da produtividade de máquinas móveis em siderurgia precisa ser assertiva

A indústria siderúrgica passou por grandes avanços nos últimos dois anos em que vivemos a pandemia. O que foi motivo de crise para alguns setores, foi motivo de crescimento e expansão para a siderurgia. Empresas tiveram a oportunidade de abrir suas fronteiras e crescer para outros países. Isso muito contribuiu para novas alianças e conexões que se estabelecem além do Brasil.

Tratando-se de indústria siderúrgica, as evoluções são tamanhas e acontecem cada dia mais rápido. Junto do aumento das vendas é necessário aumentar ou, no mínimo, manter a produtividade, e a tecnologia é um fator de extrema importância para ajudar na gestão das movimentações de centenas de máquinas que participam do processo de produção do aço. A união do planejamento e programação, execução e medição de contratos centralizados em uma única plataforma, por exemplo, é um ótimo exemplo de inovação que trouxe resultados para o setor.

Ao se tratar de automação da produtividade de máquinas móveis em siderurgia, posso afirmar que que ela chega com o potencial de aumentar a competitividade da indústria brasileira. Para fazer com que essas máquinas entreguem o seu esperado podemos adotar geoprocessamento, telemetria avançada, e algoritmos próprios de IoT. É possível automatizar de forma assertiva e personalizada a medição de contratos de prestação de serviços logísticos, bem como o acompanhamento de manutenção corretiva e preventiva em tempo real.

Toda a massa de dados enviada pelos hardwares é organizada em um software próprio com alta capacidade de entrega de insights e transparência de informações relacionadas a produtividade, segurança, manutenção e combustível


Continua depois da publicidade


Logo, se estiver procurando uma plataforma IoT para gestão das máquinas móveis (próprias ou terceirizadas) que fazem a logística interna da usina, escolha quem domina hardware, software e conectividade. Se este tripé não estiver trabalhando de forma interdependente, com excelência, você encontrará problemas para alcançar os resultados desejados.

Já havia parado para entender com isso funciona?

O conteúdo e a opinião expressa neste artigo não representam a opinião do Grupo CIMM e são de responsabilidade do autor.

Vinicius Callegari

Vinicius Callegari é cofundador e head de Desenvolvimento Comercial da GaussFleet, maior plataforma de gestão de máquinas móveis para siderúrgicas, construtoras e operadores logísticos


Comentários