por Carlos Muchão    |   15/02/2022

A importância dos lubrificantes industriais para a segurança do setor

Não é segredo que o fator segurança é essencial para as indústrias, independentemente do segmento de atuação. Além de contribuir para a qualidade da cadeia de produção, investir em mais segurança é, consequentemente, diminuir os riscos contra a vida humana e promover o bem-estar e a manutenção da saúde de todos os colaboradores. O que muitos não imaginam é que a utilização de lubrificantes industriais pode contribuir para a obtenção de ambientes ainda mais seguros nesses setores.

De um modo geral, o uso correto de lubrificantes industriais de alta qualidade auxilia na diminuição de possíveis riscos de incêndios, que podem ocorrer em máquinas e motores utilizados na produção. Se devidamente escolhidos e aplicados corretamente, óleos e graxas minimizam os danos causados por altas temperaturas, vibrações, corrosão e atrito.

Esses produtos ajudam ainda a reduzir retrabalhos de itens produzidos, substituição de peças de reposição e paradas não programadas, contribuindo para o aumento da produtividade, visto que são desenvolvidos exclusivamente para aplicações em que seja possível alcançar a melhor performance.

Neste sentido, os lubrificantes industriais são desenvolvidos de forma a contribuir para a redução de seu consumo, aumentando o período de reposição, reduzindo o tempo de máquinas paradas, o tempo de intervenções e diminuindo consideravelmente o volume de descarte.

As múltiplas aplicações dos lubrificantes industriais

Os lubrificantes podem ser aplicados nos mais variados segmentos de mercado, como mineração, madeira, papel e celulose, siderúrgico, alimentício, automotivo, vidros, cimento e até setores energéticos, como o de energia eólica, que possui uma importante demanda desses produtos.

Na indústria, são utilizados em grandes engrenagens de acionamento de moinhos de bolas e fornos rotativos, equipamentos muito presentes na produção de cimento, mineração e produção de papel, por exemplo. Já na área siderúrgica, os lubrificantes exercem papel fundamental nos mancais de trabalho de laminadores, mandril e lingotamento contínuo, além de contribuírem para a manutenção da segurança no setor alimentício, com a certificação ISO 21649, e para máquinas IS na indústria de embalagens de vidro.

Características de um lubrificante de qualidade

Vale ressaltar a importância de olhar com atenção para as especificidades dos lubrificantes industriais, para garantir que seu uso seja feito de maneira segura e eficiente nas indústrias. Desta forma, para ser utilizado nesses complexos ambientes, um lubrificante precisa ser resistente à carga, à lavagem por água e demonstrar estabilidade ao trabalho. Além disso, é fundamental que tenha boa performance perante oxidação e seja resistente a altas temperaturas.


Continua depois da publicidade


Além disso, é essencial que durante a sua produção, o lubrificante seja desenvolvido a partir de matérias primas de alta qualidade, com tecnologias avançadas, e aditivos selecionados, sempre em conformidade com as normas estabelecidas para o segmento.

Com novas tecnologias empregadas e matérias primas de qualidade em seu processo fabril, é possível reduzir o impacto ambiental de tal forma que não tragam quaisquer prejuízos à saúde e ao meio ambiente. Assim, confere-se não apenas segurança, mas também maior incentivo ao desenvolvimento da sustentabilidade em todo o setor industrial.

O conteúdo e a opinião expressa neste artigo não representam a opinião do Grupo CIMM e são de responsabilidade do autor.

Carlos Muchão

Gerente Comercial da Divisão Industrial da FUCHS.


Comentários