Medium_3e2436b
  |   10/06/2016   |   Projeto Descomplicado   |  

Impacto dos custos em projetos – Parte 3

Senhores,

Uma das coisas mais complicadas para o projetista é a tomada de decisão de projetos baseada em custos.
Vou dar alguns exemplos de tomada de decisão:

•    Eu estou querendo trocar a chapa de determinado equipamento por uma com têmpera;
•    Gostaria de aumentar o diâmetro e o comprimento de determinado parafuso, além de escolher um novo material;
•    Gostaria de realizar um alívio de peso em um determinado componente fundido através de um processo de usinagem, quanto que isso me custaria?

Por conta de decisões de projeto que impactam em custos a SolidWorks desenvolveu algo inédito na categoria, o SolidWorks Costing. Todo o gerenciamento de custos é executado em três partes.

•    Criação de um template de custos onde são informadas as matérias primas utilizadas no processo e métodos produtivos;
•    Aplicação da análise de custos em peças e montagens;
•    Criação de relatório com exportação de dados.

Templates

Na solução da aplicação de custos com o SolidWorks, a primeira coisa que tem de se cuidar é o cadastro dos itens e métodos de previsão de custos. Para tal, contamos com os templates de custos.

Abaixo encontramos exemplos de cadastros de tipos de solda e inclusão de itens por solda como:

•    Custo de uso da máquina;
•    Mão de obra;
•    Custo de tempo de solda prevendo comprimento e tempo de operação.
 


Assim como poderemos cadastrar nos arquivos de biblioteca de itens comerciais os custos de fabricação manualmente ou compra.

Abaixo pode-se mostrar o preço unitário das peças junto de cada arquivo

Junto aos arquivos de peças pode-se cadastrar mais coisas como custo de chapas, outros materiais.


Também é possível a execução do custo por metro de perfis de soldagem, estimativa de consumo e custos de materiais de impressão 3D, estimativa de operações de usinagem, corte CNC, usinagem, injeção de plástico e outros. Acreditem, muitas operações de fabricação podem ser cadastradas, mas qual a real razão para tal?

Projeto dirigido por custo

Um dos itens mais diferenciais do Solidworks Costing é a direção do projeto ao controle de custos. Por exemplo, a chapa abaixo, ela tem uma árvore auxiliar em que mostra todas as operações de fabricação com custos estimados.

Com isso, tem-se uma estimativa de custos para cada operação de processo, como a inserção de uma nova dobra, adição de um furo ou punção. As alterações de geometria ou material geram automaticamente a atualização do projeto. Abaixo contamos com uma imagem onde o a adição de uma dobra mudou os custos significativamente.


Também na peça pode-se ver localmente que a troca do material regenera o custo de material que pode ser estimado por material bruto planificado ou peso de matéria prima.

Lembro que com o SolidWorks Costing, pode-se estimar custos de produção para os seguintes métodos de fabricação:
•    Usinagem
•    Injeção de plásticos
•    Impressão 3D
•    Fundição
•    Estruturas soldadas

Também pode-se estimar métodos de produção com base em superfície ou etapas produtivas
•    Configuração de máquinas
•    Pintura
•    Outras operações manuais

Análise de preços

O SolidWorks Costing por si só pode ser uma ferramenta ineficiente caso o usuário não realize uma análise macro de seu projeto. Nas imagens a seguir existe a demonstração de peças que possuem maior impacto no preço final do projeto.

Ainda mais, outros filtros podem ser adicionados como visto acima, para que o projetista controle somente determinada faixa de custo de peças compradas. Abaixo existe a demonstração parcial de um relatório extraído do Solidworks com uma parte dos custos estimados em peças.

A seguir, pode-se estimar o relatório completo de custos a ser utilizado em comunicação de apresentações institucionais.


Conclusão

Com uma ferramenta de custos adequada, pode-se realizar uma estimativa interessante e interativa para que o projetista entenda em tempo real o impacto na alteração de geometrias e componentes comprados de seus projetos.

Sds,

Kastner

As informações e opiniões veiculadas nesse artigo são de responsabilidade exclusiva do autor e não representam a opinião do Grupo CIMM.
Tópicos:
3e2436b

Guilherme Alfredo Kastner

Técnico de aplicações da SKA Automação de Engenharias desde setembro de 2004. Trabalhou com diversas Soluções Autodesk, SolidWorks. Nos últimos anos o trabalho tem sido focado na melhoria da comunicação das engenharias com os seus clientes dentro das corporações como a fábrica, administrativo e outros setores.


Mais artigos de Guilherme Alfredo Kastner

Últimas perguntas no fórum

Tire suas dúvidas com a comunidade CIMM

Comentários