03/08/2015

Grandes desafios de líderes empresariais

É preciso ir além da zona de conforto para driblar períodos desanimadores.

Com o fim do primeiro semestre chega o momento de analisar este primeiro período do ano que passou e planejar ações para os próximos seis meses. Infelizmente, o cenário econômico nacional nos oferece pequenas projeções positivas e, para contornar os números desanimadores, é preciso ir além e sair da zona de conforto.

Dados do Banco Central sinalizam a retração do PIB em 1,1% em 2015. Além disso, o Indicador Serasa Experian de Falências e Recuperações aponta que, no primeiro semestre de 2015, foram requeridas 492 ocorrências de recuperações judiciais, o que representa o maior número de requerimentos no primeiro semestre do ano desde 2006. As micro e pequenas empresas lideram as petições com 255, seguidas das médias com 147 e pelas grandes empresas com 90 pedidos de recuperação judicial.

Sair da zona de conforto e buscar o desenvolvimento da empresa tem sido o grande desafio dos líderes empresariais.

Veja algumas dicas:

- Análise externa: o principal objetivo da análise externa é identificar quais são as oportunidades e ameaças que o mercado oferece à empresa. Por exemplo, um concorrente direto pode oferecer ameaças à empresa se não for bem estudado e monitorado, por outro lado, uma área pouco explorada do segmento pode apresentar uma oportunidade de crescimento em relação aos fatores de ameaça.

- Repensar: independente do cenário econômico no qual está inserido, repensar os rumos da empresa é também essencial para evitar riscos. Repensar significa ajustar-se a novos contextos e promover mudanças internas necessárias. Não deixe sua gestão entrar em modo piloto automático e perder a visão crítica do negócio. Metas e análise da concorrência são importantes, mas não são os pilares de movimentação do negócio.

- Estratégia: analisar com crítica aprofundada e traçar planos estratégicos te coloca à frente no mercado. Busque oportunidades, identifique iniciativas, otimize a execução de cada ponto do seu plano estratégico, avalie o desempenho da empresa no último semestre e trace novas metas. Inove sempre!

- Gestão: um importante estágio de organização e profissionalização da estrutura da empresa é a determinação de funções de cargos e hierarquias. Definir as responsabilidades de cada peça da empresa a torna mais fácil de ser administrada e consequentemente mais apta a mudanças.

- Avaliação: a visão analítica do líder empresarial é um diferencial para controlar e avaliar o processo de desempenho a fim de aperfeiçoá-lo sempre que necessário.

Não há fórmula mágica para não ter prejuízo e faturar infinitas cifras. O grande desafio é estar presente e ativo. Em cada momento da empresa precisa-se de uma peça chave e decisiva.

As informações e opiniões veiculadas nesse artigo são de responsabilidade exclusiva do autor e não representam a opinião do Grupo CIMM.

Alcides Rocha

O autor é formado em Administração de Empresas e pós-graduado em Planejamento Empresarial e Finanças, Alcides Rocha é especialista em Governança Corporativa e Presidente da Finance365. Com mais de 40 anos de experiência em gestão de empresas atuou como responsável de Governança Corporativa em instituições financeiras como, Banco Rendimentos S.A e Holdings, Union S.A – Fundo de Investimentos em Direitos Creditórios, Banco Pine, Banco BMC, Banco Cooperativo do Brasil, Banco Credibanco S/A – associado ao Bank of New York e Banco Real.


Comentários