09/03/2015

Usinagem de Materiais Exóticos

Sempre na vanguarda do desenvolvimento no campo das ferramentas de corte, a Iscar mantém o seu progresso incessante como resultado da evolução contínua da empresa com produtos inovadores e de alta qualidade.

Através do trabalho de talentosos profissionais do Departamento de P&D, motivados pela crescente necessidade da indústria global, a Iscar apresenta anualmente uma infinidade de novas e avançadas ferramentas de corte. A vontade de oferecer aos clientes a tecnologia de corte mais recente se reflete na introdução da sua recente classe IC806 – uma nova e complementar classe com cobertura Sumotec PVD, desenhada especialmente para a usinagem eficiente de superligas à base de cromo-níquel austenítico, como Inconel e Waspaloy.

Superligas a base de cromo-níquel são materiais resistentes a oxidação e a corrosão, adequadas para o trabalho em ambientes extremos submetidos a pressão, ao calor e à energia cinética. Quando aquecidas, formam uma espessa e estável camada de óxido, protegendo a superfície de novos ataques. Superligas a base de cromo-níquel mantem a resistência em uma ampla faixa de temperatura. As aplicações típicas na indústria aeroespacial são para componentes que estão localizados na parte de maior aquecimento do motor.

A indústria de óleo e gás necessita de uma liga de elevada resistência, principalmente a corrosão, para equipamentos de perfuração do poço e para a necessidade de concluir poços de gás de alta pressão contendo CO2 e H2S.

Os maiores problemas encontrados quando se usina superligas à base de cromo-níquel são caracterizados pela geração de temperaturas muito altas na aresta de corte da pastilha. Isso se deve em grande parte aos elementos abrasivos na composição do material (alto teor de cromo 14 - 30% e níquel 44,2 - 70%), causando altas taxas de desgaste, lascamento, desgaste de entalhe e quebra da pastilha. Esses fatores contribuem para a redução da vida útil da ferramenta, deformação da aresta de corte mesmo com baixas velocidades de corte e aumento dos tempos ociosos.

Outro problema associado a usinagem das superligas a base de cromo-níquel é a tendência de má formação devido a sensibilidade metalúrgica nas tensões residuais e os efeitos de auto-endurecimento durante a operação de corte.

Para ajudar a superar essas múltiplas dificuldades e permitir uma usinagem eficaz desse material desafiador, a Iscar desenvolveu a classe altamente eficiente IC806, submicron com uma avançada camada de cobertura nanogrão de PVD TiAlN.

O substrato endurecido da classe IC806, sua benéfica cobertura e seu especial processo pós-cobertura, proporciona substancial aumento de vida, confiabilidade e resistência contra a escamação e lascamento.

A Iscar conseguiu alcançar os melhores resultados na usinagem de superligas, através da combinação dos dois componentes principais que afetam o resultado:
•    Classe
•    Quebra-cavacos F3M & M3M – o desenvolvimento de geometrias inovadoras que permitem uma usinagem fácil e com menos perdas

A maior vantagem da classe IC806 é sua habilidade em usinar superligas como Inconel e Waspaloy, com altas velocidades de corte (mais que o dobro), quando comparada com as classes atuais.

A velocidade de corte média com as classes standard atuais para a usinagem de superligas gira em torno de 25 a 30 m/min. Com a nova classe IC806 pode-se chegar até a 80 m/min, aumentando drasticamente a produtividade, se comparada com os nossos concorrentes, obtendo também uma excelente vida da ferramenta.

Quando comparada com as atuais pastilhas disponíveis, incluindo as classes atuais da Iscar, foi comprovado em testes extensos a sua propriedade superior de resistência ao desgaste, proporcionando excelentes resultados o que significa ganhos de produtividade e redução de custos.

*Por Rafi Ravoach, ISO Turning Product Manager of ISCAR | Tefen - Israel

As informações e opiniões veiculadas nesse artigo são de responsabilidade exclusiva do autor e não representam a opinião do Grupo CIMM.

Rafi Ravoach


Comentários