Img-natal-esquerda

Peugeot Citroën desenvolve novo parque de fornecedores no Brasil

O grupo PSA Peugeot Citroën começou a desenvolver o segundo parque de fornecedores no entorno de sua fábrica em Porto Real

O grupo PSA Peugeot Citroën começou a desenvolver o segundo parque de fornecedores no entorno de sua fábrica em Porto Real, no sul do Rio de Janeiro. No dia 14, última terça-feira, a montadora se encontrou com mais de 30 fornecedores de autopeças para apresentar seu plano de desenvolvimento e as oportunidades que serão criadas a partir da expansão da unidade.

No Brasil, o grupo automotivo francês conduz um programa de investimentos que prevê aportes de R$ 3,7 bilhões no período de 2010 a 2015, o que vai dobrar para 300 mil carros a capacidade de produção anual no país.  A empresa está investindo a um ritmo anual de R$ 575 milhões até 2015.
 
Em nota, Stephane Martinez, diretor de compras da PSA na América Latina diz que o novo parque de fornecedores – chamado de Tecnopolo 2 – permitirá, além da instalação de novas empresas, o crescimento das empresas que já estão no complexo industrial.
 
A iniciativa tem como pano de fundo a política automotiva em formatação em Brasília para induzir o uso intensivo de componentes nacionais na produção de carros.
 
Também com o propósito de aumentar a nacionalização de seus automóveis, a Toyota anunciou na semana passada que vai investir R$ 1 bilhão na construção de uma fábrica de motores em Porto Feliz, no interior paulista.
 
Por Eduardo Laguna/Valor Econômico
Tópicos:
Rio de Janeiro  •   peugeot  •   fornecedores  •  


Comentários ()