Rolls-Royce anuncia lucro de £637 milhões e novos investimentos no Brasil

Fábrica da montadora em Santa Cruz (RJ) também receberá Centro de Treinamento

A Rolls-Royce Holdings plc anunciou nesta quinta-feira (26), a partir de sua sede em Londres, os resultados do primeiro semestre deste ano. O relatório aponta um aumento significativo nos três principais objetos de avaliação: receita global, lucro e carteira de pedidos.

A carteira global de pedidos da companhia saltou de £57.6 bilhões no primeiro semestre de 2011 para £60.1 bilhões no mesmo período deste ano. Já a receita global atingiu £5.8 bilhões, o que representa um aumento de 5% em relação ao mesmo período do ano passado.
 
Nessa mesma comparação, o lucro do grupo chegou a £637 milhões - número 7% maior do que o registrado de janeiro a junho do último ano.
 
O presidente mundial da companhia, John Rishton, comentou os resultados, destacando os investimentos que a empresa vem fazendo em todo o mundo. “Continuamos a investir para sustentar nosso crescimento futuro, como, por exemplo, a nossa nova unidade de produção em Cingapura, a nova fábrica de lâminas aeronáuticas no Reino Unido, a planta de produção de estatores nos Estados Unidos, além de uma nova fábrica em construção para o nosso negócio de energia no Brasil”, afirmou.
 
“Nossa estratégia para o Brasil apenas confirma nosso compromisso global de investir para crescer. Além dos US$ 100 milhões já aprovados para a construção de nossa unidade em Santa Cruz (RJ), já em fase final, esperamos anunciar, até o final deste ano, e dependendo da confirmação de pedidos, outros US$ 100 milhões para uma nova fábrica de propulsores marítimos e geradores a diesel e também para a instalação de um Centro de Treinamento, ambos no mesmo terreno em Santa Cruz”, pontuou o executivo.
 
O relatório financeiro aponta ainda para a continuidade dos investimentos em tecnologia, infraestrutura e pessoas. Com a abertura de novas plantas e novos escritórios, a Rolls-Royce reafirma seu compromisso com o desenvolvimento dessas regiões e de sua cadeia de fornecedores, além da capacitação de profissionais locais.
 
Tópicos:
rolls royce  •   brasil  •   faturamento  •  


Comentários ()