Hitachi desenvolve motor sem metais de terras raras

Novo motor deve ser comercializado a partir de 2014

A Hitachi desenvolveu o primeiro motor sem nenhum metal de terras raras com potência de 11kw. O novo motor fabricado com ferro amorfo e ferrita, possui um tamanho reduzido em comparação com os modelos equivalentes de médio porte. Os ímãs mais fortes disponíveis hoje, usados na fabricação de turbinas eólicas e de motores para carros elétricos e outras aplicações industriais de alto desempenho são feitos de disprósio e neodímio, dois membros da família das terras raras.

Com o domínio quase exclusivo destes metais por parte da China, a instabilidade de preços e disponibilidade de material é uma constante preocupação. Desde 2008 a Hitachi tem um programa para desenvolver produtos sem a presença de metais de terras raras, quando apresentou um motor com 150w. As pesquisas são desenvolvidas em parceria com a Organização de novas energias e tecnologias industriais do Japão (NEDO, sigla em inglês).
 
O ferro amorfo tem uma estrutura atômica desordenada, ao contrário da estrutura cristalina dos metais convencionais e possui uma elevada resistência a tração, além de conduzir muito bem o fluxo magnético com perdas muito pequenas. No entanto, um dos problemas do metal amorfo é a dificuldade de corte e usinagem com um baixo custo. Em comparação com os motores da mesma classe, o novo motor com ímã de ferro amorfo é menor, além de atingir uma eficiência de aproximadamente 93%, atendendo ao padrão mais elevado da IEC (International Electrotechnical Commission).A empresa anunciou que colocará no mercado uma linha dos novos motores sem terras raras em 2014.
 

 

Tópicos:
ferrita  •   motor  •   hitachi  •   metais terras raras  •  


Comentários ()