Uma viagem pelo passado

Museu da fundição vai de encontro com as mais novas tecnologias expostas na Metalurgia 2010 e mostra como tudo começou

Quem visita uma feira como a Metalurgia 2010 normalmente espera encontrar as principais novidades do setor de fundição, siderurgia, forjaria, entre outros. Mas quem passar pelos corredores da Expoville entre os dias 14 e 17 de setembro, além dos grandes lançamentos expostos também vai conhecer um pouco da história mundial da fundição, viajando até aos primórdios de seu funcionamento – iniciado lá no período paleolítico.


O Museu da fundição trouxe uma pequena parte de seu acervo para mostrar a importância deste segmento na evolução do homem. A viagem no tempo começa com um vídeo de quatro minutos que traz um panorama geral do processo evolutivo pelo qual o setor passou até chegar ao nível de tecnologia que se encontra hoje.

Depois de assistir ao curta, uma nova sala mostra alguns dos produtos utilizados no processos, como metais – a matéria-prima -, máquinas e antigos materiais, inclusive um baú de ferro maciço que pesa 200 kg.

Claro que ao sair do estande do museu se cai na realidade – e atualidade – da feira. No restante do pavilhão se encontra maquinários robustos, grandes, imponentes e o produto final feito por eles, como carros, caminhões, tratores e outras peças em geral. É o encontro do novo e do antigo em um espaço que, além de negócios, incentiva o aprendizado e a conscientização do homem sobre seu espaço e evolução.

O Museu da Fundição é uma iniciativa da Sociedade Educacional de Santa Catarina – Sociesc e é em sua sede, em Joinville, que está localizado, recebendo visitas diáriasa.
Tópicos:
fundição  •  


Comentários ()