Airbus padroniza cadeia de produção de peças do avião A350 XWB com soluções de manufatura aditiva da Stratasys


Continua depois da publicidade


A Stratasys, empresa de soluções em manufatura aditiva e impressão 3D, acaba de anunciar que a Airbus, líder mundial em fabricação de aeronaves, padronizou, com o material ULTEM™ 9085 de impressão 3D da Stratasys, sua cadeia de produção de peças dos aviões modelo A350 XWB.

O material Stratasys ULTEM™ 9085 é certificado de acordo com as especificações da Airbus e é usado nas soluções de manufatura aditiva da Stratasys baseadas natecnologia FDM (Fused Deposition Modelling). Ao combinar uma excelente relação opeso x resistência com critérios FST (chama, fumaça e toxicidade, em português) para atender ao cumprimento de exigências para a produção de partes de aeronaves, o ULTEM 9085 permite a produção de peças fortes, resistentes e mais leves, ao mesmo tempo em que reduz substancialmente o tempo e os custos de fabricação.

"Em 2014, a Airbus produziu uma quantidade significativa de peças nas impressoras 3D Stratasys FDM  para uso na nova aeronaveÂncora A350 XWB, o que possibilitou que cumprissem os seus prazos de entrega. Por isso, temos agora o prazer de apoiar a Airbus na inclusão de peças impressas em 3D com equipamentos Stratasys na cadeia de produção da aeronave A350 XWB. E como fornecedores, asseguramos nosso apoio contínuo para que as entregas de aeronaves sejam regulares e confiáveis”, afirma Amos Lieberman, diretor de Contas Estratégicas da Stratasys EMEA.


Continua depois da publicidade


A manufatura aditiva traz novos níveis de eficiência e flexibilidade para as cadeias de abastecimento de produção, propiciando a fabricação sob demanda de peças, em locais otimizados, para entrega direta nas linhas de montagem. Melhora também, de modo expressivo, o custo-benefício, devido ao menor desperdício de materiais em comparação com os métodos de manufatura convencionais.

"Nós vemos a demanda por nossas soluções de manufatura aditiva vindo de uma variedade de indústrias cujas produções são sensíveis ao tempo, como aeroespacial, automotiva, médica e de consumo", acrescenta Andy Middleton, presidente da Stratasys EMEA. "Ao adotar as soluções estratégicas de manufatura aditiva da Stratasys na gestão da cadeia de abastecimento, as empresas não só garantem os prazos de entrega ao mercado, mas também aumentam a inovação de seus produtos, enquanto diminuem os requisitos de inventário físico de peças."




Comentários ()