Coronavírus: montadoras de automóveis suspendem operações no país

Decisão faz parte do plano de ações para diminuir a contaminação pelo COVID-19

O Brasil registra 651 casos do novo coronavírus até essa sexta-feira (20/03). Como medida preventiva a fim de evitar a maior proliferação da doença, a ANFAVEA, Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores, declarou na última quinta-feira (19/03)  que todas as empresas associadas estão estudando e se preparando para paralisar as ações de suas fábricas no Brasil, o processo está sendo discutido junto aos sindicatos. 

Entre as associadas estão Agco, Agrale, Audi, BMW, Caoa, Caterpillar, CNH, DAF, FCA, Ford Chevrolet, Honda, HPE, Hyundai, Land Rover, John Deere, Komatsu, Man, Mercedes-Benz, Nissan, PSA Groupe, Renault, Scania, Toyota, Volkswagen e Volvo.

Cada empresa está estudando a melhor forma de efetuar a paralisação. A Volkswagen anunciou que a partir  do dia 23 de março todas suas unidades terão as atividades suspensas por três semanas, sendo que quem atua nos setores administrativos ficará em home office até o dia 30 de março. Após essa data, será dada férias coletivas por duas semanas para todos.

Já a Toyota informou que  suspenderá toda sua produção a partir do dia 24 de março, com volta prevista para 6 de abril. 


Continua depois da publicidade


Sindicatos apoiam medidas

De acordo com o portal R7, o presidente da União Geral  dos Trabalhadores, UGT, Ricardo Patah, está atuando de perto com as montadoras para garantir a saúde dos trabalhadores do setor. 

Cobertura Coronavírus 

Clique aqui e veja as últimas notícias, projetos em andamento, apoio de indústrias, entre outros

Mais informações

Tópicos:
        



Comentários