Grupo CNC investe no mercado de micro peças

A nova linha é uma extensão de máquinas fabricadas pela empresa desde 2006

A usinagem de precisão de micro componentes é a aposta da CNC Tecnologia, que desenvolveu uma máquina de cinco eixos  montada sob a configuração de uma mini fresadora de cabeçote móvel mesclada a um mini torno."Isso vai abrir um grande leque de possibilidades para a usinagem de micro peças", diz o diretor da empresa José Fernando Perez e cita exemplos "o mercado de joalheirias, bijouterias, implantes dentários e implantes para silicone, podem ser bem atendidos com a nova máquina".

A nova linha é uma extensão de máquinas de pequeno porte fabricadas pela empresa desde 2006 com a finalidade de atender propósitos didáticos, tanto de escolas técnicas, quanto de empresas que invistan em treinamento interno de seus próprios funcionários. A primeira geração das máquinas foi desenvolvida sem sistema de refrigeração, para não haver necessidade de descarte de óleo por parte das escolas. "Em questão de um ano passamos a produzir a segunda geração dessas máquinas, porque percebemos que existia demanda de mercado", conta Fernando Perez.

O desenvolvimento de máquinas menores partiu de uma necessidade interna da empresa. Localizada em Santa Barbara D´Oeste (SP),  cidade onde foi fundada em 1989, a empresa nasceu focando o mercado de reformas e manutenção de máquinas de grande porte. "Tínhamos dificuldade em realizar o treinamento nas próprias máquinas que fazíamos o retrofiting porque, em algumas situações, os operários tinham medo de operar as máquinas, pricipalmente quando envolviam vários eixos de programação ", lembra Perez. Com o treinamento em máquinas menores, havia maior confiança e os operadores passaram a não enxergar mais a atividade como um bicho de sete cabeças. Um exemplo de empresa que utiliza essas máquinas para treinamento é a Weg, fabricante de motores localizada em Jaraguá do Sul (SC).

A instalação dos softwares nas máquinas também é feita pela própria CNC. “Nós não dependemos das empresas para fazer a instalação dos softwares nas máquinas. Dominamos a tecnologia, seja ela elétrica ou mecânica, assim, podemos montar o comando que for da preferência do cliente.”

Atualmente há uma tendência no mercado para máquinas com maior número de eixos programáveis. Esse tipo de máquina abre a possibilidade para que estudantes possam praticar os conceitos que envolvem as programações mais complexas, para que cheguem ao mercado mais seguros e mais confiantes. Pelos resultados obtidos desde o lançamento da primeira mini máquina os negócios apontam para um futuro promissor. 

Tópicos:
cnc  •   usinagem  •   micro pecas  •  


Comentários ()