Img-natal-esquerda

A importância do Auditor da Qualidade

Seja em uma auditoria interna ou em um processo de certificação, o auditor da qualidade é um profissional fundamental para a sobrevivência e o padrão de excelência buscado pelas organizações. O trabalho do auditor constrói uma organização enxuta e ajustada, resultando em melhorias no produto ou serviço que encontram-se em contínuas mudanças de acordo com as necessidades e expectativas do público consumidor.

No início dos anos 90, quando os certificados ISO 9000 invadiram o mercado, os auditores, em sua predominância, eram engenheiros – por conta da visão analítica e capacidade de gestão. Hoje, a variedade de profissionais envolvidos na atividade é grande, pois o mercado busca pessoas que tenham conhecimento específico da área de atuação da empresa que passará por auditoria. Neste contexto, destacam-se os médicos, administradores, biólogos e advogados.

Hoje, requisitar certificados de qualidade é prática comum em pequenas, média e grandes empresas. Apesar desta demanda constante, há um declínio do exercício da atividade de auditor da qualidade se comparado há 10 anos.
 
Certificados em temas como sustentabilidade, meio ambiente,responsabilidade social e saúde e segurança ocupacional estão ganhando maior grau de preocupação das empresas brasileiras. “Para ser um bom auditor, algumas aptidões são primordiais. Bons conhecimentos de gestão e do mercado empresarial são muito importantes, assim como características pessoais como ser ético e diplomático, ter a mente aberta para novas informações, ter flexibilidade e imparcialidade”, aponta José Salvador da Silva Filho, gerente de Novos Negócios da área de Certificação da Fundação Vanzolini.

Para ele, por outro lado, o profissional precisa ser firme nas suas decisões para definir parâmetros e ter a posição correta durante a auditoria, que costuma ser um momento de pressão.

A auditoria funciona como um ritual: por meio de uma reunião de iniciação entre os auditores, o líder do grupo confirma uma série de questões, como o compromisso do sigilo das informações coletadas, explica o método da verificação dos processos, valida ou ajusta estes processos e explica os critérios que serão aplicados durante a auditoria para classificar, eventualmente, uma não-conformidade (aviso de necessidade de correção em algum processo, serviço ou produto). “Toda a certificação é baseada no trabalho do auditor. Quando é realizado um trabalho de qualidade, a confiabilidade da empresa no seu negócio e a segurança do público consumidor será muito maior”, opina José Salvador.

Para se tornar um auditor de sucesso, a pessoa deve ter grande experiência como profissional em outras áreas das organizações, sendo que, preferencialmente, uma parte desta trajetória seja no setor da Qualidade. Outro ponto importante é o treinamento por qual o auditor passa, pois deve receber novas informações constantemente.

Ter uma visão empresarial ampla também é fundamental, pois este profissional poderá atuar nos mais diversos segmentos. “Esta atividade é fundamental para as partes envolvidas – stackholders, acionistas e gestores – desde que a empresa queira saber a verdade, o que acontece no dia a dia”, conta Carlos Conde Junior, diretor da qualidade da Odisséia Consultoria.

Carlos diz que, infelizmente, ainda há empresas que buscam a certificação por obrigatoriedade. “O mercado é muito satisfatório quando trabalhamos com empresas que buscam a certificação com foco real na padronização, controles e na melhoria contínua”, completa.



Comentários ()