Tupy compra duas fundições e inicia internacionalização

A Tupy anunciou a compra de duas fundições no México – Cifunsa Diesel e Technocast –, ambas controladas pelo Grupo Industrial Saltillo (GIS). O valor da transação é de US$ 439 milhões e aguarda a aprovação dos órgãos mexicanos reguladores da concorrência. As fábricas estão localizadas nas Cidades de Saltillo e Ramos Arizpe, respectivamente, e produzem blocos e cabeçotes de ferro fundido utilizados na fabricação de motores para veículos de passeio e comerciais, máquinas agrícolas e de construção, motores estacionários.

A internacionalização da empresa já era estudada desde 2007, mas a crise no ano seguinte adiou os planos da Tupy. Os objetivos das novas fabricas no México são se aproximar dos clientes do ramo automotivo baseados na América do Norte. Hoje a região é destino no 80% das exportações da empresa e a intenção é aumentar o peso, em sua carteira de negócios, de componentes utilizados na fabricação de motores para máquinas agrícolas, de construção e mineração.

O aumento da produção não irá se restringir aos Estados Unidos e Canadá e os países emergentes também estão na mira. "O foco não é apenas a operação da América do Norte, mas a demanda de países emergentes, como China e Índia, por máquinas neste segmento", disse o presidente, Luiz Tarquínio Sardinha Ferro.

Com a aquisição efetivada, a empresa se transformará no maior fabricante de blocos e cabeçotes de ferro fundido do mundo. Tarquínio pondera que a internacionalização não significa que a empresa deixará de investir no país. “O Brasil continua a ser nosso foco”, afirma. “Basta observar a dimensão dos investimentos que fizemos em fundição, usinagem e em melhorias ambientais nos últimos três anos, nas plantas de Joinville e Mauá, que somam mais de R$ 500 milhões.”


Entre em contato com as empresas desta notícia:

Tópicos:
economia  •  


Comentários ()