Classificando o processo de fresamento

<font face="Verdana">Para cada aplica&ccedil;&atilde;o e trabalho &eacute; usado diferentes fresas para alcan&ccedil;ar o formato desejado</font>

As fresas são responsáveis por uma das principais operações de usinagem usada na indústria: o fresamento. São ferramentas rotativas, constituídas por uma série de dentes e gumes, geralmente dispostos simetricamente em torno de um eixo. Os dentes e gumes removem o material da peça bruta de modo intermitente, transformando-a numa peça acabada, isto é, com a forma e dimensões desejadas.

Para fazer a remoção do material indesejado, o processo de fresamento consiste em realizar dois movimentos ao mesmo tempo: a rotação da ferramenta e o avanço da peça (Veja como funciona a Remoção de metal pelo processo de fresamento

Para cada operação é necessário utilizar um tipo específico de fresa, de acordo com o material a ser usinado e as necessidades do formato que deseja ser obtido. A classificação das fresas é realizada segundo vários critérios, entre eles estão o método de fresamento, o tipo de construção, a forma geométrica, o tipo de flanco ou superfície de incidência, a forma dos dentes e dos canais entre os dentes, o sentido de corte, a montagem ou fixação na máquina (fresadora) e a sua aplicação.

Cada tipo de trabalho é realizado por uma fresa diferente, classificada em diversas sub-categorias, inseridas nos métodos já listados (confira o material didático sobre Definição e classificação de fresadoras).

Tópicos:
fresamento  •   serviços  •   usinagem  •  


Comentários ()