Img-natal-esquerda

Veículos do futuro ao alcance do público, no Rio de Janeiro

Imagens: Divulgação



Já pensou andar em veículos do futuro que mais parecem ter saído dos filmes de ficção científica? A partir do dia 30 de maio até 2 de junho cerca de 4 mil pessoas terão essa oportunidade na 10.ª edição do Michelin Challenge Bibendum, que ocorrerá no Rio de Janeiro. A capital fluminense será a primeira cidade da América Latina a receber o evento.

Diferentemente de todos os salões de automóvel do mundo, nos quais o público apenas observa os veículos expostos, na maior mostra mundial de sustentabilidade da indústria automobilística os convidados poderão conhecer, debater e, principalmente, testar os protótipos automotivos criados para agredir menos o meio ambiente. São soluções elétricas, híbridas, movidas a etanol, diesel e energia solar.

Além do test-drive, todos os veículos, com suas diferentes tecnologias voltadas para a mobilidade sustentável, participarão de um rali de regularidade para comprovar suas performances. A reportagem da Gazeta do Povo estará presente e trará para o leitor todos os detalhes do evento nas próximas edições do caderno Automóveis, Carros & Cia.

Uma das atrações será o carro-conceito BB1, da Peugeot, destaque no Salão de Frankfurt 2009. Veículo 100% elétrico, ele combina a utilidade de um carro com a flexibilidade de um quadriciclo e permite levar quatro pessoas, mesmo tendo apenas 2,5 metros de comprimento. O projeto consegue ser tão espaçoso por não ter pedais e o motorista sentar em uma posição mais vertical.

O BB1 faz uma volta completa de 360 graus com uma área de apenas 3,5 metros, sendo que a maioria dos carros precisa de três vezes mais que isso. A largura é reduzida graças aos espelhos retrovisores laterais, que foram substituídos por câmeras. As portas abrem ao contrário.

A propulsão é feita com dois motores elétricos que ficam ligados nas rodas traseiras. Eles têm potência de 15 kW, ou seja, 20 cavalos, e aceleram de 0-30 km/h em apenas 2,8 segundos. O pacote de baterias de íon de lítio entregam uma autonomia de 121 quilômetros. A estrutura da carroceria é de fibra de carbono. Por isso, o carrinho pesa menos de 600 quilos. A direção, ou melhor, o guidão é elétrico e integra todos os comandos de condução (acelerador, freio, etc.). O teto tem painéis solares que operam deixando o carro ventilado.



Comentários ()